Título: A Rosa Da Meia-Noite
Autor: Lucinda Riley

Ano: 2014
Número de páginas: 624
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Atravessando quatro gerações, A Rosa da Meia-Noite percorre desde os reluzentes palácios dos marajás da Índia até as imponentes mansões da Inglaterra, seguindo a trajetória extraordinária de Anahita Chavan, de 1911 até os dias de hoje.
No apogeu do Império Britânico, a pequena Anahita, de 11 anos, de origem nobre e família humilde, aproxima-se da geniosa Princesa Indira, com quem estabelece um laço de afeto que nunca mais se romperia. Anahita acompanha sua amiga em uma viagem à Inglaterra pouco tempo antes da eclosão da Primeira Guerra Mundial. Ela conhece, então, o jovem Donald Astbury, herdeiro de uma deslumbrante propriedade, e sua ardilosa mãe.
Oitenta anos depois, Rebecca Bradley é uma jovem atriz norte-americana que tem o mundo a seus pés. Quando a turbulenta relação com seu namorado, igualmente rico e famoso, toma um rumo inesperado, ela fica feliz por saber que o seu próximo papel uma aristocrata dos anos 1920 irá levá-la para muito longe dos holofotes: a isolada região de Dartmoor, na Inglaterra. As filmagens começam rapidamente, e a locação é a agora decadente Astbury Hall.
Descendente de Anahita, Ari Malik chega ao País sem aviso prévio, afim de mergulhar na história do passado de sua família. Algo que ele descobre junto com Rebecca começa a trazer à tona segredos obscuros que assombram a dinastia Astbury.


Resenha: Oi Povo,  tudo bem?
Confesso que fiquei com muito medo de escrever essa resenha, pois gostei tanto do “A Rosa da Meia-Noite” que não sei como descrever esse sentimento em palavras. O engraçado é que esse foi apenas o meu primeiro contato com os livros da Lucinda Riley.
Conheci Lucinda pessoalmente na bienal do livro de São Paulo, onde ela participou de um bate papo super animado com blogueiros! Ela é linda, simpática, super gente boa e adora o Brasil. Para que não sabe ela escreveu o livro “As Sete Irmãs” que se passa no Rio de Janeiro. Pretendo em breve ler esse livro, pois Lucinda ganhou meu coração!
Voltando a resenha…
O livro é intercalado entre o passado e o presente. Confesso que nunca gostei de livros assim, mas passagem entre os tempos é tão perfeita que não tem como haver confusão.
“A Rosa da Meia-Noite” começa com a comemoração do aniversário de 100 anos de Anahita Chavan. Essa comemoração acaba reunindo toda a família de Anahita, mas infelizmente essa reunião não a deixa completa, pois ela não esquece do seu filho perdido. Sua família sabe que sua felicidade não é plena, mas eles acham que Anahita é doida por sofrer a perda de um filho morto e não perdido. Porém Anahita não consegue acreditar  que seu filho está morto, pois ela teria sentindo se ele tivesse morrido e por esse motivo ela escreveu a história de sua vida para que seu filho pudesse ler quando ela finalmente o encontrasse. Infelizmente Anahita sente que seu tempo de vida esta acabando e por isso ela resolve confiar sua história ao seu Bisneto Ari Malik. Ari recebe os documentos da bisavó e não dá muita atenção, afinal ele é uma pessoa super ocupada e não tem tempo a perder. Um ano depois da comemoração de seu aniversário, Anahita acaba falecendo e Ari nem vai ao seu enterro, por esse motivo sua família acaba se afastando cada vez mais dele. 
Os anos se passam e Ari se torna uma pessoa que sua família não reconhece mais, ele vive apenas para o trabalho. Até que um dia ele sofre um golpe duro da vida que o faz acordar e ver que o trabalho apenas não traz felicidade e ele lembra da documentação que sua bisavó deixou sob sua responsabilidade e ele nunca se quer se preocupou em ler. Lendo a documentação ele é transportado a 1911, onde conhecemos as aventuras vividas por Anahita durante sua vida. 
Vou resumir a vida de Anahita por que não quero estragar nenhuma surpresa e o livro é recheado delas. Ela conta que nasceu de uma família muito pobre e que se tornou amiga de uma princesa indiana chamada Indira, que a ajudou muito na vida. Durante a época de Anahita na Índia conhecemos reluzentes palácios e a cultura indiana de uma forma super completa. Ela e Indira criam um laço tão forte que nunca seria rompido. Elas foram estudar na Inglaterra onde viveram até o período da primeira guerra mundial. Durante esse período ela conhece o Donald Astbury, e ele mudará seu destino para sempre. Donald é um rapaz responsável, mas seu maior defeito é ser filho de quem é. Sua mãe é uma megera que faz de tudo para manter a “pose” de dama da sociedade.
Já em 2011 conhecemos a famosa atriz norte-americana Rebecca Bradley, ela está super empolgada por gravar um filme de época na Inglaterra na região de Dartmoor. Rebecca está feliz por ser numa região tão isolada, pois finalmente ela poderá pensar na vida e no pedido de casamento feito por seu namorado. A locação da filmagem ocorre na imensa e decadente propriedade Astbury Hall. 
Ari depois que ler a documentação deixada por Anahita, decide mergulhar de cabeça no passado de sua família. Ele e Rebecca começam a perceber que existem muitos segredos enterrados no solo da propriedade Astbury Hall. 

Sei que a resenha ficou enorme e isso não é nem um terço do que poderia contar desse livro. Super Indico!!!! :D 
Nível do vício:

38 Comentários

  1. A Lucinda escreve como ninguém. Nos envolve em seus mistérios e romances. Este eu ainda não li, apesar de ter o livro.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rose,
      Concordo com você a Lucinda é mt boa!

      Excluir
  2. Já li dois livros da Lucinda e a temática é sempre a mesma. Eu amo os livros dela e que inveja de você ter conhecido ela hehhehe. Esse ainda não tenho mas está na minha lista. É difícil fazer resenha dos livros dela mesmo.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil,
      Ela é simpática!! Ahhh coloque esse na sua lista :D

      Excluir
  3. Quero ler. bjs
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dessa,
      Leia e depois me conte :D

      Excluir
  4. Parabéns pela resenha Íris! Estou ansiosa para ler A Rosa da Meia-Noite! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  5. Nunca li nada da autora, quando esse livro foi lançado quis muito lê-lo, mas acabei desanimando um pouco, ainda desejo lê-lo, mas não com o mesmo afinco.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    Ps: O autor Enéias Tavares respondeu o seu comentário lá no blog, confira o que ele disse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Delmara,
      O Livro é mt legal...crie coragem!! hahaha
      Ahhh obrigada por avisar que o autor respondeu :D

      Excluir
  6. Oi, Iris!
    Não sei se faz muito meu estilo de leitura, mas tenho que admitir que achei interessante.
    Essa questão de mesclar passado e presente pra revelar uma história tem potencial.
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscilla,
      O que mais achei legal foi que ela soube mesclar mt bem!

      Excluir
  7. Oi, Iris!
    Já li outros livros da Lucinda e amo o trabalho dela, já é uma das minhas autoras preferidas! Estou lendo a Rosa da Meia-Noite e também adorando o livro. Ela tem um jeito único de escrever que conquista o leitor.

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafaelle,
      Ela também entrou para minha lista de favoritos!

      Excluir
  8. Adorei
    faz o meu estilo de livro
    adoro romances de época ^^
    bju


    http://karinapinheiro.com.br/cronica-final-separacao/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi karina,
      Eu também adoro e esse é melhor ainda, pois tem passado e presente :D

      Excluir
  9. Gente vendo tua resenha e os comentários positivos da Lucinda, e cheguei a conclusão que preciso criar vergonha e ler logo algo dela. kkkk

    ResponderExcluir
  10. Oi Iris, tudo bem?

    Eu tenho aqui em casa o livro "As Sete Irmãs" da Lucinda, e é minha próxima leitura. Acho os livros dela lindos e com um tema que me encantam, por mais que não tenha finalizado a leitura de nenhum até hoje.
    Deu pra ver que você se encantou muito com a obra, e eu fiquei ainda mais animada.

    Beijocas
    http://www.estantedasfadas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      Nossa vc nunca terminou um livro dela? Caramba eu não aguentaria a curiosidade!!!
      Bjs!
      Viciados Pela Leitura

      Excluir
  11. Oi Iris!
    Eu AMEI esse livro. Fiquei grudada nele até o final. A história da Anahita é tão triste, me emocionei demais.
    Da autora eu li e recomendo A Casa das Orquídeas, é maravilhoso.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      Também fiquei super emocionada! Obrigada pela recomendação!! :D
      Bjs!
      Viciados Pela Leitura

      Excluir
  12. Oie,
    li alguns livros dela e gostei, então me aventurei neste também.
    Gostei bastante.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      Esse é o primeiro que li, espero gostar dos outros também.
      Bjs!
      Viciados Pela Leitura

      Excluir
  13. Oi, Iris, tudo bem?
    Sei o que é isso de ler um livro, ficar tão apaixonada ao ponto de não saber como fazer a resenha...rs. Aconteceu comigo essa semana.
    Adoro narrativas intercaladas.

    Beijos,
    Nina & Suas Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Janaína,
      é tão bom quando isso acontece né? :D

      Excluir
  14. Oi, Iris!
    Eu quero ler esse livro em breve.
    Da Riley, apenas li "A Casa das Orquídeas" e amei. Não sei se o mesmo acontecerá com os demais livros da autora.
    Fico feliz que tenhas gostado. Parece ser realmente um bom livro.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      Eu amei o livro! Ainda não li "A Casa das Orquídeas", mas a dica já ta anotada.
      Bjs!
      Viciados Pela Leitura

      Excluir
  15. Porque eu ainda não li nenhum livro dessa autora? Jesus!
    Eu estou com um deles aqui, e não tenho coragem de começar porque tenho tanta expectativa que morro de medo de me decepcionar.
    Sua resenha ficou incrível e deu para entender o quanto você curtiu a história.
    Agora eu preciso ler algum!

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi carol,
      Obrigada pelo elogio! Vc precisa ler algum livro da Lucinda!

      Excluir
  16. Aiii eu já tinha visto sobre esse livro, mas não tinha visto ninguém comentando sobre! Adorei a resenha, fiquei com vontade de ler, vamos ver se consigo conciliar a minha fila! haha
    beeeijos

    http://finalmentelendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabi,
      Ele é tão legal que vale furar fila! hahahaha

      Excluir
  17. Já com o livro aqui em casa e agora com mais vontade de ler o negócio é tempo.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza,
      Tempo é uma coisa que nunca tempo né?rs

      Excluir
  18. Oi Iris,
    To doida pra iniciar um dos livros da Lucinda.
    Acho que sua resenha foi a primeira que li, adorei.
    Parece ser o tipo de drama que gosto de acompanhar.

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nana,
      Esse livro é mt especial...o drama é desenvolvido de maneira linda!

      Excluir
  19. Ahhhh, eu sou altamente apaixonada pela Lucina, recém fiz a resenha de Sete Irmãs. Amo essa mudança de tempos e ela me encanta, mas sabe que este livro em si não curti muito porque parece que faltaram detalhes da vida dos personagens de antigamente sabe?

    Beijos

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Greice,
      Acho que se ela desse mais detalhes o livro teria mais de 1000 páginas. Eu fiquei encantada com a Lucinda.

      Excluir